Tuesday, 29 November 2011

Diário de um Kindle (3)

A Compra

Depois da escolha do modelo mais indicado para as minhas necessidades, das poupanças e assalto do mealheiro fui então comprar o meu kindle! (Atenção que nós tugas, como não temos uma loja Amazon.pt, temos mesmo que adquirir estes artigos pelo site americano. Buhhh para as taxas, impostos e portes que temos que pagar, Buhhhh)


Como escolhi o modelito mais barato sobraram-me alguns euritos e com eles decidi comprar a capa de protecção do kindle com luz. Já que ia pagar taxas, impostos e portes de envio, ao menos pagava tudo de uma vez e não arriscava estragar o meu kindle.

Depois de muitas peripécias e escolhas (qual a côr da capinha com luz, decisões, decisões):

Como tentar não custa, tentei adquirir o Kindle special offers que custava $89 em vez de $109, mas quando fui fazer checkout deu-me mensagem de erro e o próprio site da Amazon sugeriu que mudasse o item para o kindle que permite o envio internacional( o mais caro e sem special offers!)


Como a capa com luz só está disponível para entrega no final do ano, e como as expectativas são muitas, paguei mais uns euritos e vou receber o kindle já esta semana, ficando a aguardar pela altura do Natal a chegada da capa com a luz em bordeux.


Os meus gastos todos discriminados com o meu kindle, para quem pretende fazer contas à vida e desgraçar-se, economicamente falando:

Item Subtotal: $109.00
Shipping & Handling: $20.98
Total Before Tax: $129.98
Import Fees Deposit: $29.90
Shipment Total: $159.88
Paid by Mastercard: $159.88 




Monday, 28 November 2011

Diário de um Kindle (2)

 O modelo

O modelo escolhido por mim foi o Kindle (o modelito low cost) que custa $109 dólares (cerca de €81,50)...

(Amazon)

E porque é que escolhi este modelito, em vez de outros mais XPTO, perguntam vocês?!
  1. O preço é sem dúvida o maior atrativo deste modelo Kindle;
  2. O Kindle Touch (que me captivou primeiro) era sem dúvida uma boa escolha (permite ouvir audiobooks, tem mais memória - cerca de 3000 livros ao invés de 1400 livros - e tem mais autonomia), mas sem saber quando estará disponível na Europa a questão que se coloca é: quanto tempo quero estar à espera de um gadget por causa de funcionalidades que irei raramente utilizar (se é que as utilizarei?!);
  3. 1400 livros num bolso chega, não?! Quanto tempo demorarei a ler quase 2Gb de livros?! Precisarei mesmo de 4Gb de informação comigo at all time?!
  4. Não tem entrada de earphones, mas para quem não ouve música enquanto lê e muito raramente ouve audiobooks, impõe-se mesmo a espera e o dinheiro extra?! Para ouvir música temos os leitores de mp3 que custam menos que a diferença entre os modelos.
  5. Um gadget de utilização diária e intensiva (como um kindle terá nas mãos de bibliófilos mais tecnológicos), sujeito a quedas e roubos, será que compensa ser um modelo muito avançado?!
  6. Nos vídeos dos utilizadores nota-se uma maior liberdade no manuseamento do Kindle vs Kindle touch (pois tem menos área para agarrar o gadget e porque é touch, logo tocar no ecrã é off limits se quisermos manter-nos na mesma página, presumo que o conforto durante a utilização seja bem menor que com outros modelos de kindles);
  7. Uma dúvida que assaltou o povo que pretende comprar um kindle nos próximos tempos: o ecrã do touch terá as mesmas propriedades?! O e-ink será tão bem conseguido como nos outros modelos?!
Depois destas dúvidas todas, depois de tanta indecisão e espera, tendo o modelo escolhido só faltava mesmo passar da teoria à prática...
No passado fim de semana, finalmente oficializei a minha compra! No próximo post irei partilhar os passos e os custos da minha aventura kindliana.

Friday, 25 November 2011

Booking Through Thursday - Thankful

What book or author are you most thankful to have discovered?
Have you read everything they’ve written? Reread them?
Why do you appreciate them so much?

Vamos fazer assim... um autor que me marcou muito e um autor que descobri recentemente e que me colou às páginas do livro.
                                    (J.K.Rowling)                        (Meljean Brook)

A J.K. Rowling não é qualquer novidade (aqui a je é uma Potterhead assumidíssima), li ,reli e voltei a ler os livros todos da saga do Harry Potter. Tive a honra e o prazer de crescer com eles e com os personagens e ainda hoje me emociono quando penso em tudo o que aconteceu naqueles livros mágicos...

A Meljean Brook descobri há muito pouco tempo e honestamente, com a saga de "The Iron Sea", já há algum tempo que não me entusiasmava muito com os livros que me passavam pelas mãos. Ainda não tive a oportunidade de ler tudo o que a autora publicou mas ainda tenho tempo :)

As duas foram capazes de criar mundos complexos cheios de pormenores, personagens apaixonantes e marcantes com as quais me identifico muito. No caso da Meljean, personagens femininos que não deixam de ser quem são só porque encontram alguém com quem partilhar aventuras e desventuras!

Wednesday, 23 November 2011

Diário de um Kindle


Ao fim de quase um ano de poupanças, sacrifícios e muitas contas à vida... arregacei mangas, parti o meu mealheiro de porcelana e vou finalmente comprar o meu primeiro ereader.

Entro assim em contagem decrescente para a aquisição do tão aguardado ereader!

Depois de pesquisar modelos, marcas, preços... stalkar povo que já tem kindles e outros gadgets de leitura de ebooks, decidi-me pelo modelo low cost do popular ereader da Amazon.

Como gosto de estar bem informada quanto aos gadgets que compro, após uma pesquisa exaustiva das melhores opções para mim reduzi a lista a estes três ereaders:

             -Kobo Reader-
Prós: Valor tendo em conta as funcionalidades e o facto de poder escolher a côr do gadget (rosa, branco, cinza e azul claro); Design apelativo (a parte posterior do reader tem textura para facilitar o manuseamento); Slot para cartões microSD (podemos expandir a capacidade de armazenamento do nosso gadget - não disponível nos kindles)

Contras: Não enviam para Portugal (apenas Canadá e USA) :S

 
               -Nook-


Prós: Haver disponível uma versão "nook Colour"; Slot para cartões microSD

Contras: Uma vez mais não enviam para Portugal; valor elevados comparando ereaders com funcionalidades semelhantes



 
             -Kindle-
 
Prós: Enviarem para Portugal (\o/); a facilidade de acesso aos conteúdos na Amazon (selecção de clássicos gratuitos e promoções); Preço do equipamento (cerca de $80);

Contras: Não podermos expandir a memória do gadget (não tem slots microSD).




Tendo em conta o cenário limitante dos envios internacionais (mesmo a amazon, só envia os modelos antigos e este modelo low cost para territórios fora dos USA), pesando bem a relação qualidade/preço/funcionalidades, o escolhido foi o kindle (apesar de o kobo ter sempre um lugarzinho especial no meu coração). O próximo passo foi escolher o modelo...

Desde o momento em que os novos modelos kindle foram revelados, que me virei para o novo kindle touch. Mas aqui começaram as surpresas menos simpáticas: sem qualquer explicação que se possa considerar oficial, quando tentei comprar o kindle touch esbarrei com a impossibilidade de ser enviado para fora do território americano! :O 
Desde Setembro que tenho pesquisado e tentado obter uma resposta ou explicação do porquê, a única coisa que se conseguiu até ao momento foi mesmo o silêncio... Na minha opinião (que vale precisamente por ser a minha opinião pessoal), acho que nem mesmo a Amazon contava com este entrave à distribuição mundial de 3 dos 4 novos modelos de kindle apresentados no final do mês de Setembro.

Para não tornar este post excessivamente longo, irei explorar o porquê do modelo escolhido por mim numa segunda parte a ser publicada na próxima semana...

Diário de um Kindle (2) - Escolha do Modelo 
Diário de um Kindle (3) - A Compra 
Diário de um Kindle (4) - A Chegada 
Diário de um Kindle (5) - Balanço
Diário de um kindle (6) - Três anos depois

Tuesday, 22 November 2011

Changeless


Título Original: Changeless
Autora: Gail Carriger
Editora: Orbit
Origem do Livro: Book Depository
Data de Lançamento: 30 de Setembro de 2010

Sinopse:
Alexia Tarabotti, Lady Woolsey, acorda uma bela tarde encontrando o seu marido, que devia estar decentemente dormindo, a gritar o mais alto possível para um lobisomem da sua envergadura e estatuto. Depois de forma inaceitável, o referido marido desaparece deixando-a sozinha para lidar com um regimento de soldados sobrenaturais acampados à porta do Castelo de Woolsey, um sem número de fantasmas exorcisados e uma Rainha Vitória para lá de furiosa.


Mas Alexia está armada com a sua fiel sombrinha, a última moda e um arsenal de infindável civismo. Mesmo quando as suas investigações a levam rumo à "selvagem" Escócia, um refúgio de coletes pavorosos, ela está preparada: dominando as dinâmicas hierárquicas da matilha de lobisomens, como só um "soulless" pode.

Mesmo assim, consegue encontrar tempo para descobrir o seu marido tresmalhado, isto se lhe apetecer!

Comentário:
Neste segundo livro do "Parasol Protectorate" nota-se um claro esforço da autora, para usar mais elementos Steampunk, no livro. De realçar a invenção de um todo sistema de comunicação através do aether (um gás que existe na atmosfera e que facilita transmissões de ondas através de longas distâncias).

Neste livro ficámos a conhecer um pouco melhor os preternaturais (os poderes e algumas formas como as outras criaturas podem usar os preternaturais para seu benefício), assistimos ao desenvolvimento de alguns personagens secundários (e que desenvolvimento), em especial a espetacular Hisselpenny com os seus chapéus extravagantes e uma nova personagem que irá com certeza surpreender muitos: Madame Lefoux, uma chapeleira francesa que tem muito que se lhe diga ;)

Uma vez mais a nossa Lady Woolsey, escolhe o caminho mais complicado e perigoso para desvendar este mistério dos sobrenaturais perderem os seus poderes assim de um momento para o outro e de um clã de lobisomens teimosos como o lobisomen que a eles deu origem que preferem manter-se humanos a passar muito mais tempo sem um Alpha entre eles.

O final deste livro é impróprio para cardíacos ou quem possa sofrer de problemas de saúde relacionados com cliffhangers :P Um aviso, tenham à mão o próximo volume ou irão passar um mau pedaço! ;)

Classificação: 7/10

Monday, 21 November 2011

Eu e os Livros

 
Vi esta rúbrica no cantinho da White_lady e decidi partilhar com todos a minha história com os livros, levando-me a reflectir e a relembrar-me de coisas boas...

Os primeiros livros que me lembro de ler, as edições de capa dura d'"Os Cinco" da Enid Blyton, tinha cerca de 7 anos quando me foram oferecidos pelos meus pais que na altura eram sócios do Círculo de Leitores. Lembro-me perfeitamente do dia em que mos deram: cheguei da escola e tinha no berço do meu irmão (sem irmão lá claro :P ) dois pacotes de plástico transparente de livros... o que eu pulei de tanta felicidade. 

O meu favorito e que li incontáveis vezes foi "Os Cinco na Planície Misteriosa".

Acho que pouco tempo mais tarde os meus pais se devem ter arrependido da prenda que me deram, aqui a euzinha usava todos os truques possíveis e imagináveis para ficar a ler na cama o máximo de tempo que conseguia.


Listagem de técnicas de Leitura stealthy que utilizei ao longo dos anos (atenção crianças, aprendam comigo):
  1. "Só até ao fim do capítulo vá lá"; seguida de "Só até ao fim da página, tá quase."; culminado com pais acampados à porta do quarto "É só mais esta frase, juro!"
  2. Esperar que pais caíssem no abençoado sonho dos justos e mal ouvia os roncos deles, BAM! Portinha do quarto encostada e luz ligada e ler até cair para o lado ou até os pais verem a luz que passava por baixo da porta e virem tirar a lâmpada do candeeiro da mesinha de cabeceira, pois "Amanhã é dia de escola!"
  3. A técnica anterior mas adaptada, antes de ir dormir, fanar umas quantas toalhas e antes de ligar a luz para ler, tapar a frinchinha por debaixo da porta. HEHE Regra geral acabava da mesma forma referida em cima, e com o confiscar de lâmpadas.
  4. Descobri a maravilha das lanternas quando já estava mesmo a sair da primária! Opá lembro-me da minha felicidade só de pensar nas possibilidades! Já não há cá frinchinhas, nem ter que dormir de porta aberta para não dar ideias... O meu bem mais precioso a seguir aos livros d'"Os Cinco" (que eram 7, ainda os tenho guardados como tesouros) e outros poucos que tinha conseguido, era a minha lanterna e o meu stash de pilhas alcalinas. Isto foi tudo muito bonito até ao dia em que fui apanhada em flagrante e se descobriu o porquê de eu comprar pilhas com tanta devoção nas visitas ao Jumbo recém-aberto.
Acho que foi no ciclo que os meus pais desistiram de me fazer adormecer a horas normais... não valia o trabalho. Aqui por casa nunca se nadou muito em dinheiro, por isso era frequentadora assídua da Biblioteca da minha escola e lia um livro por dia. A minha mãe trazia-me livrinhos da Escola em que trabalhava e na qual hoje trabalho eu, tinha eu 11 ou 12 anos e ela trouxe-me um livro que a Ritinha (a Srª que ainda hoje trabalha na biblioteca e é uma fófi) lhe tinha dito que era um sucesso e tinha acabado de chegar à biblioteca... e que livro era esse perguntam vocês?! O "Harry Potter e a Pedra Filosofal", foi amor à primeira linha (de palavra escrita claro :P ), à medida que os livros iam saindo, aí vinha o livro a estrear para as minhas mãozinhas ávidas e só mais tarde é que tive a possibilidade de comprar cópias para mim.
Durante muitos anos, a minha única fonte de livros eram prendas de Natal, a pontual prenda de anos, e as minhas poupanças que na altura das férias eram sempre aplicadas na Bertrand do Maiashopping.Ou então poupava o ano todo e ia um dia à Feira do Livro do Porto (que era no Palácio de Cristal) e tirava a barriga de misérias. Assim comprei os meus livros todos do Tolkien, do Paolini e os da Juliet. 

Nos meus anos de Secundário, passava todos os tempos mortos na Biblioteca Municipal da Maia, por entre livros e prateleiras carregadas deles, muito aprendi, muito li, muito escrevi e aproveitei cada segundo da companhia da palavra escrita. Poucos livros conseguia comprar ou cravar à minha mãe, pois o dinheiro sempre foi uma coisa elusiva para nós, nessa altura já a ela se queixava que eu era uma leitora e compradora de livros compulsiva! :P Mal sabia ela o que seria daí a alguns anos...

A grande reviravolta dá-se quando eu começo a trabalhar e a ter o meu dinheiro (isto aconteceu há cerca de três anos), conheci o Book Depository e BAM! Deu-se o descalabro total...agora mãezinha chama-lhe compulsiva! :P

Agora em vez de me tirar lâmpadas, a Senhora minha Mãe ameaça-me com despejo no momento em que os meus livros começarem a "invadir o resto da casa". Claro que ela não imagina que a invasão já começou há uns tempos... Muwahaha, mas shhhh ela nem pode imaginar senão esta pobre Blogger bibliófila terá de ir Bloggar para debaixo de uma qualquer ponte com wi-fi! :P

Sunday, 20 November 2011

Eye-Candy (12)

Biblioteca Orlando Ribeiro
Instalada num antigo solar, um edifício bastante interessante.
É onde estou neste momento, no Fórum Fantástico 2011!

Link do evento ---> http://forumfantastico.wordpress.com/

Thursday, 17 November 2011

Booking Through Thursday - Category

Of the books you own, what’s the biggest category/genre?
Is this also the category that you actually read the most?


OMG! Isto pergunta-se?! :P
*olhando em volta,vendo as prateleiras* Nas minhas prateleiras tenho fantasia, fantasia, ficção-científica e, bem, fantasia...
Isto tudo começou com os livrinhos do grande senhor da fantasia J.R.R.Tolkien, que com a sua imaginação e dedicação me fez apaixonar pelos mundos fantásticos dentro dos livros.


E o género que neste momento mais leio... bem como colocar isto... fantasia :D

Wednesday, 16 November 2011

Comprar livros Online


Aviso: Irei falar da minha experiência pessoal enquanto compradora de livros online (irei referir apenas aqueles sites através dos quais compro de forma regular). Existem imensos locais que vendem e alimentam este meu vício, mas eu utilizo apenas estes três sites para dar cabo das minhas finanças! ;)

Se clicarem nos ícones serão direccionados para os respectivos locais de desgraça bibliófila, geek e afins.


 O Book Depository a quem eu (e os bibliófilos com quem partilho as minhas experiências) carinhosamente chamamos BD. É o site de compra de livros online que mais uso...maior parte dos livros que constam dos posts "In My Mailbox" vêm de lá. 
Geralmente utilizo o www.thebookdepository.com preferencialmente, pois muitos títulos têm preços mais reader friendly que o seu congénere www.thebookdepository.co.uk

Vantagens: Portes Gratuitos SEMPRE independentemente da morada, valor da encomenda, número de itens; Vales de desconto que regularmente enviam por email; A possibilidade de sermos notificados de baixas consideráveis nos preços dos itens que temos na nossa wishlist; um FANTÁSTICO costumer service.

Desvantagens: Como os portes são gratuitos, as encomendas são enviadas por correio normal (Royal Mail e depois CTT) e por vezes acontecem alguns imprevistos, que são muito previsíveis - atrasos, extravios, amassos e demoras na entrega (se bem que depois das férias de verão, as minhas encomendas têm estado a chegar com oito dias úteis após envio), mas tudo resolvido sem demoras nem questões mal enviados email com dúvidas para o costumer service, por vezes a resposta chega no mesmo dia e pouco tempo depois de os contactarmos.

De notar que o passado mês de Julho, a companhia "The Book Depository" foi adquirida pelo gigante "Amazon" e desde aí coisas estranhas se têm passado a nível dos preços neste site. Mas estas polémicas são para outro post.


Ainda não comprei muitas vezes neste site, porque para ter portes grátis preciso fazer encomendas de £25 para cima. E muitas vezes isso pesa demasiado em orçamentos um tanto ao quanto apertados. Compro sempre através do www.amazon.co.uk, para evitar qualquer transtorno e para menos tempo à espera das coisas que comprei...

O que tenho visto amigas e colegas fazer é: juntarem-se, uma fazer a encomenda e depois usar isso como uma boa desculpa para tomar um cafézinho, um cházinho ou ajuntamento :P 

Na Amazon, compro livros mais caros e que me compense efectivamente comprar aqui em vez de mandar vir do BD (referido acima neste post), p.e. o livrão "Harry Potter: Page to Screen" ou como vou fazer para a próxima semana com o "The Art of The Hobbit".

Vantagens: Serviço mais rápido, super promoções em pré-lançamentos e afins; entrega rápida e sem surpresas, geralmente entre 2 e 3 dias úteis.

Desvantagens: Portes pagos :S Só conseguimos mesmo o "Free Super Saver Delivery" em artigos seleccionados e após atingirmos as £25 - e só muito recentemente temos esta possibilidade porque até aqui entregas para Portugal tinham sempre que pagar portes :|

Outra desvantagem, não enviarem o Kindle Touch para Portugal! :'(


A nossa querida FNAC! Ora bem, a FNAC foi o primeiro site onde fiz a minha primeira compra online... ;) Lembro-me muito bem do livrinho que comprei e do receio de um utilizador inexperiente deste tipo de coisas!

Hoje em dia já raramente compro coisas através da FNAC Online, pois destruo o meu orçamento para livros e afins no BD e na Amazon ;)

Por vezes ainda compro coisas por lá, regra geral após um dos temíveis mails a anunciar promoções diabólicas a que dificilmente um bibliófilo consegue resistir! :P

É uma boa alternativa para quem não lê em inglês e ainda teme explorar os antros de perdição que os dois primeiros sites que referi são...

Tuesday, 15 November 2011

In My Mailbox (4)


Este mês decidi apostar em novas séries e comprei mais uma antologia, desta vez por causa do conto da Meljean Brook. Após algum tempo esgotado e devido a um golpe de sorte, consegui mandar vir o bookmark "Keep Calm and Carry On" (*.*) - esgotou em menos de dois minutos e ainda não voltou a estar disponível desde o fim do mês de Outubro.
Com a encomenda da Amazon que me trouxe o meu livrão do Harry Potter, veio também o primeiro livro da série Psy-Changelling da Nalini Singh(preferi esta edição à disponível no meu dealer do costume, o Book Depository):

Monday, 14 November 2011

The Hunger Games

(IMDB)

Hoje foi divulgado o segundo trailer da adaptação cinematográfica da trilogia de Suzanne Collins, "The Hunger Games".

Eu ainda não tive a oportunidade de ler os livros mas já está na lista de compras do próximo mês a caixa da trilogia que está à venda na minha desgraçada Amazon.co.uk a um preço demasiado tentador para deixar passar (cerca de £12). #DOOM


Num futuro pouco distante, a América do Norte colapsou, fragilizada pela seca, fogo, fome e guerra sendo substituida por Panem, um país dividido em 12 distritos e no Capitólio. Todos os anos dois jovens representantes de cada distrito são seleccionados por sorteio para participar nos "The Hunger Games".

Esses jogos são parte entretenimento, parte intimidação brutal dos distritos que vão sendo subjugados pelos mais forte, estes jogos são transmitidos por todo Panem. Os 24 participantes são obrigados a eliminar os seus adversários, com todos os cidadãos a assistir.

Quando a irmã mais nova de Katniss (Jennifer Lawrence), Prim, é seleccionada para representar o seu ditrito, Katniss oferece-se como voluntária para substituir a irmã. Ela e o seu companheiro Peeta (Josh Hutcherson) terão agora de encarar adversários bem mais fortes e preparados para os "The Hunger Games".

May the odd be ever in your favor

A Estreia está marcada para 23 de Março de 2012 nos EUA.

Novo trailer divulgado hoje:


Thursday, 10 November 2011

Booking Through Thursday - E-readers

  E-readers like the Kindle and iPad are sweeping the nation … do you have one? Do you like it? Do you find it changes your reading/buying habits? If you don’t have one, do you plan to?

 
Olha que giro, eu aqui a marinar um post de apreciação aos ereaders disponíveis aos leitores portugueses e PIMBAS! 

Quem me conhece sabe que há uma coisa que já há mais de um ano desejo mais que tudo, apesar dos claros entraves económicos: ando a poupar para poder comprar um ereader. Ainda não tenho um, mas isso é tudo por causa dos problemas que existem devido a limitações da lei de copyright de algumas funcionalidades dos novos modelos kindle da Amazon :'( que têm impedido o seu envio para fora das fronteiras dos EUA. Espero sinceramente que em 2012, esses problemas sejam coisas do passado e que possa ter o meu bem amado kindle nas minhas ávidas e impacientes mãozinhas.

Ao ter um kindle, irá permitir-me ler mais guilty pleasures (que apesar de tudo, são daqueles livros que facilmente e sem remorsos, dispensava a versão impressa), variar a leitura e facilitar a minha vida quando viajo ou estou fora de casa e sem espaço para transportar muitos livros.

E como diz o criador do Kindle: "Books aren't dead, they're just going digital."


Tuesday, 8 November 2011

Fórum Fantástico 2011


Mais um ano se passa e mais um Fórum Fantástico se aproxima! Depois de há um par de semanas ter sido divulgado o cartaz oficial de divulgação do Fórum Fantástico 2011, temos agora o mais desejado: o programa!

Pela primeira vez irei deslocar-me a Lisboa para participar neste FF, o entusiasmo é muito e as expectativas não são menores. Ainda para mais com promessas de reencontros com gente simpática que partilha do meu amor pela palavra escrita!

Sexta, 18 de Novembro
15:00 – Abertura
15:15Projecto Trëma: Apresentação de Rogério Ribeiro e Sofia Vilarigues.
15:30Literatura Fantástica Portuguesa – Edição e Comunidade - Painel com António de Macedo, Rogério Ribeiro, Luís Filipe Silva, entre outros.
16:30Design e Ficção Científica: Apresentação de Pedro Marques.
17:00 – Intervalo
17:30Ensinar Ficção Científica - Painel com Maria do Rosário Monteiro, Jorge Rosas e João Lin Yun, moderado por Rogério Ribeiro.
18:30Os Sexos na Literatura Fantástica - Painel com Madalena Santos, Bruno Martins Soares, Pedro Ventura e Inês Rolo, moderado por Daniel Cardoso.

Sábado, 19 de Novembro
15:00Conspirações e Apocalipses - Painel com João Leal, Renato Carreira, Félix J Palma e Adrian Lacy, moderado por Safaa Dib e Rogério Ribeiro.
16:00À conversa com Félix J. Palma - Apresentação moderada por Rogério Ribeiro.
16:30A Autoridade do Autor - Painel com presença de Ricardo Cabral e Luís Filipe Silva, participação vídeo de Manuel Jorge Marmelo e Patrícia Portela, e moderação de João Morales.
17:30 – Intervalo e Sessão Conjunta de Autógrafos
18:00 – Esboços de um mundo Electropunk: convite à submissão. Apresentação por João Barreiros, organizador da antologia Lisboa Electropunk
18. 10 - Anúncio do conto vencedor e demais incluídos na Antologia de Ficção Científica – Fantasporto 2012. Apresentação por Rogério Ribeiro e Pedro Reisinho
18.30Apresentação da antologia “Os Anos de Ouro da Pulp Fiction Portuguesa”, com presença do editor, organizador e autores
19h – Sessão de autógrafos dos autores da antologia “Os Anos de Ouro da Pulp fiction Portuguesa”

Domingo, 20 de Novembro
15:00 – Dog Mendonça e Pizzaboy, parte II - Apresentação com Filipe Melo.
15:30Sugestões de Leitura - Apresentação com Ana Cristina Alves, João Barreiros e Artur Coelho.
16:00À Conversa com João Monteiro e António de Macedo - Apresentação moderada por Safaa Dib
17:00 – Intervalo
17:30À Conversa com Victor Mesquita - Apresentação moderada por Rogério Ribeiro
18:00Banda Desenhada - Painel com Rui Lacas (Asteroid Fighters), Rui Ramos (Voyager), entre outros.
19:00 – Banana Motherfucker - Curta-metragem de Fernando Alle/Colectivo Clone
Durante o evento estará disponível uma Feira do Livro Fantástico, gerida pela livraria Dr. Kartoon, assim como uma banca da editora Saída de Emergência.

Monday, 7 November 2011

Clockwork Angel


Título Original: Clockwork Angel
Autora: Cassandra Clare
Editora: Walker Books
Data de Publicação: 31 de Agosto de 2010

Sinopse:
Quando Tessa Gray chega à cidade Londres governada pela Rainha Vitória, algo terrífico a espera no Downworld londrino...onde vampiros, feiticeiros e outras criatura sobrenaturais se movimentam silenciosamente nas ruas mal iluminadas e repletas de sombras.
Sem amigos, sem ter para onde ir e perseguida por uma sociedade secreta, Tessa encontra abrigo junto dos Shadowhunters, um grupo de soldados devotados a libertar o mundo de demónios. Cada vez mais absorvida pelo seu mundo fascinante, ela cada vez masi se sente dividida entre dois bons amigos e rapidamente aprende que a magia mais perigosa de todas é o amor.

Comentário:
Depois do sucesso da saga "The Mortal Instruments", Cassandra Clare traz-nos uma nova saga-prequela. Clockwork Angel é o primeiro livro da saga "The Infernal Devices" e promete!

Clockwok Angel é um livro captivante que devorei em relativamente pouco tempo(apesar de um arranque lento), atraída pelas personalidades de Will, Jem e Tessa. Três personagens que com a escrita  de Cassandra Clare ganham densidade e conseguem criar um laço de empatia com o leitor (Tessa por vezes fazia-me revirar os olhos, mas depois lembrava-me que o personagem tem apenas 16 anos e que passou por momentos um tanto ao quanto complicados).

Como já muitas vezes referi, para mim personagens tridimensionais, imperfeitos e humanos (com as suas naturais limitações), são um dos pontos fulcrais de um bom livro, sendo um bom ponto de partida para a construção de mundos e narrativas coesas. E em Clockwork Angel, temos personagens imperfeitos (Will), limitados, neste caso por um problema de saúde (Jem) e uma rapariga de 16 anos atirada para o meio de um mundo que não conhece e hostil, em que todos lutam por a controlar.

Clockwork Angel foi dos primeiros livros que li dentro da estética Steampunk, e é um bom livro que quem aprecia o género, um triângulo amoroso e uma narrativa light. Não vos vou dizer que tudo vai bem no mundo de Cassandra Clare, mas é um bom companheiro para umas horas de entretenimento vitoriano.

Aguardo impacientemente o lançamento de Clockwork Prince, o livro dedicado ao meu personagem favorito, Jem. Espero que a história seja capaz de me surpreender novamente e que algumas das perguntas que ficaram no ar sejam respondidas.

Mais para ler sobre "Clockwork Angel"
Clockwork Angel: Of Loss (The Infernal Devices Shorts #1.2) ----> Link
Uma deleted scene em exclusivo na Amazon (passada no fim de Clockwork Angel e antes dos acontecimentos de Clockwork Prince) ----> Link


Classificação: 7/10

Sunday, 6 November 2011

Saturday, 5 November 2011

Reality TV

*no coments*

De cada vez que ligo a televisão e olho o que por lá passa! Lá porque é televisão gratuita não quer dizer que tenha de ser assim...e que maniazinha esta da Reality TV, que ainda para mais termina numa gala no Ano Novo e/ou Natal. Nota Mental, levar entretimento para as festas da família...

E é por estas e por outras que me deixei de coisas e de ver TV, principalmente os canais generalistas... parecem insistir em estupidificar as massas e fazer as pessoas esquecerem-se do uso para aquilo que existe por entre as suas orelhas (será África?! - resposta generalista a toda e qualquer pergunta).

Friday, 4 November 2011

Art of The Hobbit (75th Anniversary Edition)


Autor: J.R.R.Tolkien
Editora: HarperCollins
Data de Lançamento: 27 de Outubro de 2011

Para celebrar o 75º Aniversário da publicação do "The Hobbit", a HarperCollins lança um livro fantástico que traz até aos leitores de Tolkien ilustrações inéditas e mapas desenhados pelo mestre da literatura de fantasia.

O "Art of The Hobbit by J.R.R. Tolkien" foi compilado e editado por Wayne G. Hammond e Christina Scull, os autores de "J.R.R. Tolkien: Artist and Illustrator", "The Lord of the Rings: A Reader’s Companion", e "The J.R.R. Tolkien Companion and Guide".

Resumindo e concluindo, o mês que vem promete mais desgraças no campo da bibliofilia...

Thursday, 3 November 2011

Booking Through Thursday - Harder

All other thing being equal, would you rather read a book that’s hard/challenging/rewarding or light/enjoyable/easy?



Txiiii, em questão de preferências é como qualquer outro livro que leia, tenho que ter a disposição e a predisposição ideal para pegar num livro ou light ou bem denso. 

Regra geral eu leio, dois livros ao mesmo tempo: um guilty pleasure e um livro que me desafia. Assim as coisas andam bem equilibradas e quando pretendo relaxar mais um bocadinho é só pegar no livrito mais light.

Se me pedirem para escolher entre os dois, não sou capaz porque antes de serem fáceis ou difíceis são um livro e aqui esta bibliófila não consegue dizer que não à palavra escrita! ;)

Wednesday, 2 November 2011

Guilty Pleasure - I

Então hoje é dia de abrir este meu closet... e assim faço o meu primeiro post deste meme que pretende pôr tudo a descoberto! :P

Irei confessar-me uma vez por mês aqui neste meu cantinho, mas quem quiser acompanhar-me neste lavar de alma pode ir ao confessionário as vezes que desejar!

Então hoje é a vez de:

Kresley Cole
Goodreads: Link
Página Oficial: Link

Desta autora já li tudo o que havia para ler da série "Immortals After Dark" que começou a ser publicada em Portugal no ano passado, integrada na colecção 1001 Mundos da Gailivro, o primeiro livro da série chama-se " Desejo Insaciável".

Agora perguntam-me vocês, mas porquê?! Porquê gostar de Kresley Cole?! Pois essa resposta ando eu à procura desde o fatídico dia em que fui ao Book Depository e deixei-me de snobismos. 

Ler clássicos e bons livros é bom, mas ler algo pelo puro entretenimento da coisa com uma chávena de chá, sem ter que puxar muito pela massa encefálica ao fim de 10 horas de trabalho e trânsito é ainda melhor! Believe me...

 

Os Romances paranormais (como lhes chamam) de Kresley Cole, atraiem-me porque ela foi capaz de criar um mundo complexo profundamente ligado com as mitologias nórdicas e explorar a dualidade dos "bons" e dos "maus"... num paralelismo interessante com a nossa sociedade (não existem lados, nem raças más, apenas indivíduos que fazem escolhas optando por este ou aquele objectivo).

A acção principal e a âncora dos personagens é a histórica cidade de Nova Orleães, que por ser uma cidade tão cosmopolita é o perfeito cenário para a complexa interacção de seres paranormais e seres humanos. A fórmula, como é prática corrente neste género de livros, é sempre a mesma: boy meets girl, boy loves girl but girl cares not for boy, boy saves the day and girl warms up to boy, they do not live happily everafter because of impending doom.

O que chama mais a atenção nesta autora, além do mundo criado, é mesmo o tempo da acção, todos os livros desta série passam-se no mesmo período de tempo (cerca de um ano) e à medida que avançamos nos livros da série a trama vai-se adensando com novos intervenientes que só nos apercebemos da sua importância nos livros a eles dedicados. Depois temos as heroínas e DAMN! a Kresley Cole sabe criar personagens femininos como mais ninguém... maior parte das heroínas são valquírias e acreditem que todas elas são ossos duros de roer, complexas, troubled e acima de tudo mulheres (não meninas tontas na pré-adolescência)! Quanto aos personagens masculinos, são todos o nosso típico alpha male, mas com um twist especial da autora, que consegue agarrar qualquer leitor/leitora!! ;)

O meu livro favorito da saga é: *edit* tentei escolher e não consigo :P mas as minhas heroínas favoritas são a Kaderin e a Lucia :)

O próximo livro da série sai em 2012 e será o livro do vampiro Lothaire!! *.*
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...